O sabor que brota do trabalho sertanejo


O Vale do São Francisco é a primeira lembrança quando o assunto tratado é o cultivo de uva e manga. Apesar de a região destoar das mais tradicionais para o cultivo dessas frutas, a agricultura irrigada dá vida e lucros para os produtores das cidades banhadas pelo Rio São Francisco.

Por ano, a produção ultrapassa a marca de um milhão de toneladas, concentrando 93% de todas as exportações de manga e 96% das exportações de uva, no Brasil, segundo dados do IBGE. Esses números são resultados de uma série de políticas públicas iniciadas em meados do século XX, que agregou tecnologias modernas e respeito ao meio ambiente.

A grande produção movimenta a economia local, que ganha o status de um dos maiores PIBs agrícolas do país com a geração de 250 mil empregos diretos. A qualidade dos produtos cativou a preferência dos consumidores mais exigentes, tanto no Brasil quanto no exterior. É das terras do sertão, irrigadas pelas águas do Velho Chico, que brotam verdadeiras surpresas para os paladares do mundo. Do aeroporto de Petrolina, partem voos em aeronaves 747 cargueiras, voando sem escalas para a Europa.



# 11.2015









-->